Uso do Whatsapp no trabalho fique atento!!!!

Por Jucilene Araujo/Eliza Braile 13/09/2016 - 21:35 hs
Uso do Whatsapp no trabalho fique atento!!!!
A tecnologia vai reinventar o negócio, mas as relações humanas continuará ser a chave do sucesso.

Na nova era da informatização, temos efetuado diversas reuniões “por Call” muitas vezes participamos: no mercado, no shopping, em uma reunião familiar ou na hora de descanso em sua casa. Esse procedimento vem cada dia mais sendo utilizado nas organizações, pois sempre são emergenciais.

Agora estamos em diversos “grupos de trabalho no whatsapp”, ferramenta sem custo e que pode ser utilizada para diversos assuntos pessoais, agora em grupos de trabalho. Esses grupos crescem cada vez mais e o trabalho que antigamente dizíamos “vou levar para casa” está fazendo parte da Família.

A questão se agrava se o celular for fornecido como ferramenta de trabalho. Além dos pontos comentados acima, o conteúdo e a forma das trocas das mensagens também passam a ser objeto da relação entre o empregado e empregador. O teor da informação ou a utilização indevida pode gerar consequências ao empregado ou ao empregador.

O empregador não deve se comunicar como o empregado pelo Whatsapp fora do expediente, sob pena de configuração de horas extras. Além disso, deve-se tomar cuidado para que o empregado não fique à disposição do empregador todo o tempo, não sendo contatado em períodos nos quais deveria estar em descanso, ou tendo sua liberdade de ir e vir limitada, sob pena de se caracterizar o sobreaviso. Os cuidados com as mensagens trocadas pelo Whatsapp equiparam-se nesse caso aos cuidados com o uso do e-mail corporativo fora do horário de trabalho.

O empregado, por sua vez, deverá estar atento ao uso do Whatsapp, pois postura inadequada com clientes ou colegas de trabalho também pode ensejar penalidades. O aplicativo também é uma ferramenta de trabalho, sendo destinado essencialmente à troca de mensagens de caráter profissional. Ele deve tomar cuidado redobrado com a divulgação de informações sigilosas da empresa a terceiros. A quebra do dever de confidencialidade pode ensejar medida disciplinar e dispensa motivada.

O uso de novas tecnologias é bem-vindo nas relações de trabalho e não há nenhuma vedação legal para sua utilização como forma de comunicação entre colegas de trabalho. Entretanto, a empresa não poderá exigir do empregado a utilização do aplicativo em aparelho de uso pessoal ou exigir a compra de telefone compatível, pois tal exigência poderá ser considerada uma prática discriminatória. O controle apenas poderá ocorrer se o aparelho telefônico for ferramenta de trabalho concedida pelo empregador e o Whatsapp um meio de comunicação oficial da empresa. De qualquer modo, nesses casos, é sempre importante o empregador instituir uma política clara sobre a utilização de ferramentas de internet durante a jornada de trabalho, orientar os empregados e fiscalizar o uso correto.

 

Até mais,

 

Eliza Braile