Câmara Municipal vai devolver R$ 35 milhões à Prefeitura de Curitiba

Por Redação 04/10/2017 - 21:21 hs
Foto: Pedro Ribas/SMCS

A Câmara Municipal de Curitiba vai devolver à Prefeitura R$ 35 milhões do dinheiro repassado pelo município para custear estrutura e atividades da Casa em 2017. Uma cerimônia para a devolução foi realizada na tarde desta quarta-feira (4) na prefeitura, com a presença do prefeito Rafael Greca, do PMN, do presidente da Câmara, vereador Serginho do Posto, do PSDB, outros vereadores e também secretários.

Na terça-feira (3), curiosamente, um dia antes da devolução, um dos assuntos da sessão da Câmara foi a retomada da construção de uma nova sede para o Legislativo da Capital. Em 2016, a Casa já havia devolvido 53 milhões de reais de um fundo destinado à obra, à gestão do então prefeito Gustavo Fruet, do PDT, sob a exigência de que a prefeitura bancasse a construção em 2018. No início do ano, a lei que previa o financiamento da obra pelo Executivo foi revogada definitivamente.

A discussão da terça foi provocada pela vereadora Professora Josete, do PT, alegando que o Palácio Rio Branco, sede histórica da Câmara de Curitiba, já não tem mais condições de receber o público. Entre os posicionamentos contrários estava o do vereador Helio Wirbiski, do PPS, que cita a crise atual como motivo para que o dinheiro deva ser investido em áreas prioritárias, como educação e saúde.

No fim do mês passado, o presidente da Câmara anunciou reparos no prédio histórico. A reforma teria sido necessária após uma invasão de manifestantes que correram pelas galerias do prédio construído no final do século 19, em junho. As galerias ficaram interditadas durante o recesso até que foi emitido um laudo pelo Corpo de Bombeiros e Comissão de Segurança de Edificações e Imóveis da Defesa Civil de Curitiba. Com o argumento de que as galerias do prédio não suportam a permanência de muitas pessoas, Serginho do Posto já chegou a proibir que sessões fossem acompanhadas pela população para evitar danos à estrutura.