Gerente de cinema de shopping é preso suspeito de planejar roubo

Por Redação 21/11/2017 - 21:50 hs
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um gerente administrativo de uma grande rede de cinemas de um shopping, no bairro Mossunguê, em Curitiba, foi preso na tarde de segunda-feira (20), por policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), suspeito de planejar e facilitar a entrada de seu comparsa, na área administrativa do cinema para roubar o dinheiro do cofre. No momento do roubo, o gerente se passou por vítima.

De acordo com a polícia foram roubados pouco mais de R$ 12 mil do local. Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança do cinema. O crime foi descoberto depois que seu comparsa foi preso - horas depois do fato - no município de Fazenda Rio Grande, por homens do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar. 

“Com o comparsa foi apreendido um valor inferior ao roubo, sendo que ele já havia pago contas pessoais com parte do dinheiro. O homem confessou o crime e revelou como conseguiu burlar a segurança do local, como também chegar até o cofre do cinema”, falou o delegado-adjunto da DFR, Emmanoel David. Na sequência, uma equipe de investigadores se deslocou até o shopping e efetuou a prisão do gerente, que, na delegacia, também confessou ter planejado e fornecido as informações necessárias para que seu comparsa pudesse praticar o roubo. 

Segundo o delegado, a dupla se utilizou do conhecimento do gerente quanto a rotina dos funcionários e quanto ao fluxo de valores do cinema para planejar com detalhes como seria o roubo, prevendo quem estaria presente naquela área e identificando, inclusive, a rota de fuga. 

Conforme as investigações, o gerente dos cinemas teria informado ao executor do roubo para que ele justificasse sua entrada para a segurança do shopping, alegando que faria uma suposta entrega. O gerente afirmou que isto bastaria para ele ter acesso à área administrativa.

Assim que o suspeito entrou no espaço dos cinemas, ele rendeu uma das faxineiras e ordenou para que o gerente abrisse o cofre. Após o gerente entregar o dinheiro, o suspeito simulou ter amarrado o gerente junto a faxineira e, na sequência, empreendeu fuga. “Durante os minutos em que manteve a funcionária do cinema sob ameaça, o suspeito foi violento, segurando a vítima sempre pelo pescoço”, afirma David.

O gerente era funcionário da rede de cinemas há três anos. Ele, assim como seu comparsa, deve responder pelo crime de roubo. Ambos os suspeitos seguem custodiados no setor de carceragem temporária (Secat) da DFR, onde permanecem à disposição da Justiça.