Vereadores de Rio Branco do Sul são alvo da Operação Quirera

Por Redação 18/12/2017 - 19:49 hs
Foto: MPPR

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná, cumpriu na manhã desta segunda-feira, 18 de dezembro, 15 mandados de busca e apreensão nos gabinetes de sete vereadores de Rio Branco do Sul e em 15 residências na Região Metropolitana de Curitiba.

As ações fazem parte da Operação Quirera, que investiga o pagamento de quantias mensais aos vereadores de oposição para que votassem favoravelmente aos projetos do Executivo. Quatro pessoas foram presas em flagrante, incluindo três vereadores, por porte de armas sem documentação.

O nome da operação deriva do modo como os envolvidos se referiam aos valores que recebiam. A 1ª promotoria de Justiça de Rio Branco do Sul faz as investigações, com apoio do Gaeco.